Em regime de urgência, Câmara aprova projeto para antecipar feriados em Campo Grande


Em sessão extraordinária na tarde desta sexta-feira (19), a Câmara Municipal de Campo Grande aprovou, por unanimidade, projeto de lei que autoriza a prefeitura a antecipar feriados municipais. Com isso, um decreto deve ser publicado nas próximas horas para oficializar o fechamento de serviços não essenciais a partir da próxima segunda-feira (22).


O texto foi enviado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) pela manhã e a Câmara convocou às pressas sessão para autorizar o Executivo a decretar o fechamento total. Como é meramente autorizativo, o projeto vai permitir a antecipação de qualquer feriado municipal, já que não há citação direta de quais datas serão adiantadas.


A urgente necessidade de medidas de isolamento social, como medida preventiva e com a finalidade de desafogar os hospitais e unidades de saúde, nos faz antecipar feriados municipais, por decreto, em razão de medidas de combate à disseminação da novo coronavírus”, justificou Marquinhos.


Contrário ao lockdown, Tiago Vargas (PSD) esclareceu que votou sim para antecipar feriados. “Se fosse lockdown, jamais votaria sim. Quero deixar claro para as pessoas: sou favorável à antecipação dos feriados”, disse.


A sessão foi presidida pelo 1º secretário da Mesa Diretora, Delei Pinheiro (PSD). O presidente, Carlos Augusto Borges (PSB), participou remotamente. “Voto sim porque não tem outra saída, precisamos dar ‘oxigênio’ para a saúde”, afirmou Carlão.


Camila Jara (PT) reconheceu a rigidez das medidas. “Sabemos que é medida amarga, mas necessária. Não temos leitos na cidade, fazemos um apelo para a população ficar em casa”, ressaltou.


O Governo do Estado atualizou ontem o mapa do Prosseguir e Campo Grande é a única cidade com bandeira cinza. É a primeira vez no ano que a Capital entra na classificação mais rígida do programa, que recomenda o funcionamento de apenas serviços essenciais.


A ocupação de leitos está acima do limite reconhecido pelo Ministério da Saúde. Com 104,68% das UTIs lotadas, Campo Grande tem mais leitos do que o oficial, o que faz com que o índice esteja acima dos 100%, segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde).


Com isso, a prefeitura decidiu antecipar feriados. Sem lockdown, a expectativa é que haja diminuição do contágio nos dias em que apenas os serviços essenciais vão operar.


Há um prazo para evitarmos esse colapso. Acontece que as pessoas que ocupam os leitos de UTI, muitos deles não vem da Covid, a gente evitando a circulação de pessoas e diminuindo os horários da noite, podemos cuidar de quem está com Covid”, declarou o prefeito ontem.

Mais Lidas
Leitura Recomendada

Este conteúdo está sendo cadastrado

Procurar por Tags
Siga a UCVMS
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram