‘Miudinho’ deve assumir vaga de vereador assassinado na fronteira


Agnaldo Pereira Lima, o Miudinho (DEM), deve assumir, nos próximos dias, a vaga deixada pelo vereador Farid Afif, da mesma legenda, executado na última sexta-feira (8), quando pedalava pela rua Paraguai, em frente a Linha Internacional, em Ponta Porã, cidade distante 398 quilômetros de Campo Grande.


Atingido na cabeça por um tiro de pistola calibre 45, Farid — que era líder do prefeito Hélio Peluffo na Câmara — morreu antes da chegada dos socorristas do Corpo de Bombeiros. O caso é investigado pela Polícia Civil de Ponta Porã, com o apoio do DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Campo Grande.


Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Porã, Agnaldo Miudinho teve 789 votos na eleição passada e agora volta ao legislativo. A Mesa Diretora ainda não marcou a posse, mas deve acontecer na sessão da próxima terça-feira (19), já que devido ao feriado desta semana os trabalhos da Casa foram interrompidos.


Afif foi o segundo vereador que morreu nesta legislatura. Em 31 de março, Rony Lino Miranda (PSDB) faleceu depois de ficar mais de 15 dias internado no Hospital Regional de Ponta Porã, vítima de complicações de Covid-19. Ele tinha sido o vereador mais votado nos dois últimos pleitos. A vaga dele foi ocupada pelo suplente Marquinhos Belo (PSDB).

Mais Lidas
Leitura Recomendada

Este conteúdo está sendo cadastrado

Procurar por Tags
Siga a UCVMS
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram